jan 102016
 
Tintas… Pincéis… Algo que gera muitas dúvidas para quem está iniciando suas pinceladas.
Por esse motivo resolvi fazer esse post, falando um pouquinho dos materiais que utilizo na arte com E.V.A, mas que também podem ser informações úteis para outros segmentos.
 

pincel-dvd-candy-amanda

Atualmente é visível o crescimento da personalização do E.V.A com técnicas de pintura, além de gerar identidade e diferencial ao trabalho, também aumenta o valor agregado da peça. E no início desse processo é comum surgirem as dúvidas, o medo das pinceladas e justamente nesse momento, muitas pessoas acabam desistindo sem ao menos apostar nas primeiras tentativas. 
 
“Ninguém nasce sabendo pintar! E também não acredito em Dom divino… 
Acredito sim, na determinação e persistência em aprender algo. Buscar qualificação e praticar!
Pintura é isso… Quanto mais estudar e praticar, mais perfeito irá ficar!”
Acredite no seu potencial e surpreenda-se!
 
Vou começar mostrando os pincéis que considero básicos para o meu trabalho, aqueles que utilizo diariamente… Que não podem faltar na minha pinceleira. ♥ Mas atenção!!! Costumo dizer que pincel é uma questão de adaptação, aquilo que é perfeito para mim, talvez não seja para você. O segredo é testar, experimentar e sentir ao que melhor você se adapta.
Veja os meus preferidos:
 
amanda pin + pincéis + condor
 
 → Pincéis Condor:
<Veja de que forma normalmente utilizo cada um dos pincéis>
 
CHANFRADO: Linha Confort 227 – Cerda Sintética
Trabalho com pincel chanfrado de número 12, 14 e eventualmente 16. Não me adaptei com os menores porque retém menos água e o e.v.a absorve muito, sendo assim, dificulta a pintura. Utilizo pincel chanfrado normalmente para efeitos de luz e sombra.
CHATO: Linha Confort 224 – Cerda Sintética
Nessa linha trabalho com praticamente todas as numerações, varia de acordo com o projeto.
Utilizo pincel chato para pintar fundos, fazer listras, xadrez, etc.
REDONDO: Linha Confort 225 – Cerda Sintética
Pincel que apelidei carinhosamente de “tufinho”. Também utilizo varias numerações dessa linha,  para fazer por exemplo: pintura interna de olhos, boca, fazer listras, xadrez, efeitos aquarelados, etc.
LINER Linha Confort 222 – Cerda Sintética
Também pode ser utilizado várias numerações… Para cílios, fios de cabelo, listras longas e finas. 
REDONDO: Linha Acabamento 409 – Cerda Sintética
Utilizo o número (00), para fazer cílios, contornos e acabamentos mais precisos.
CHATO: Linha Amarela 456 – Cerda Branca
Várias numerações para serem utilizadas com luz seca, efeito jeans, efeito patinado, etc.
PITUÁ: Linha Natural 462 – Cerda Branca
Também utilizo várias numerações… Para pintura com stencil, luz seca, para pintar as bochechas das bonecas, etc. 
 
 
Entendendo a numeração dos Pincéis:
 
Algumas das dúvidas que escuto frequentemente são:
  • O que significa os números impressos nos pincéis?
  • Como substituir um pincel quando não encontro a numeração solicitada?
Bora entender essa numeração!!!
 
amanda pin+ pincéis + diy+ aula pintura
 
Observando a imagem acima vamos analisar as figuras 1, 2 e 3:
 
1) Figura número 1: Significado da numeração do pincel.
Observe que temos dois números. Um que indica o tamanho e o outro a referência.
Tamanho: Em qualquer pincel, de qualquer marca, sempre o primeiro número vai indicar o tamanho/largura das cerdas. Quanto maior o número, o pincel se torna mais grosso, ou mais largo. Essa leitura é feita através da virola (parte de metal) do pincel, nos pincéis redondos é feita pelo diâmetro e nos chatos pela largura. 
 
Referência: Esse número muda de acordo com as marcas e linhas de pincéis, é ele que identifica o tipo de pincel, por exemplo, se é chanfrado, chato, redondo…  No caso da figura número 1, a referência 224 indica que se trata de um pincel chato, da linha confort da Condor. 
 
Com tamanhos padronizados de mercado, a leitura da numeração dos pincéis artísticos é feita normalmente em centímetros. Nos demais, como por exemplo as trinchas, essa leitura é feita em polegadas. Os tamanhos mais comuns vão do “000” ao “24”.
 
2) Figura número 2: Analisando a numeração do pincel.
Observe que temos três pincéis com tamanhos iguais (nº20) e referências diferentes (nº 424, 224 e 421).
O que isso quer dizer? Que todos tem a mesma largura nas cerdas, ou seja, são do mesmo tamanho, mas são de linhas diferentes, poderiam ser também de marcas diferentes. E outro detalhe importante, é que mesmo sendo do mesmo tamanho (largura ou diâmetro), podem ter comprimentos e tipos de cerdas diferentes, por exemplo… Cerda longa/curta, natural/sintética e assim por diante.
 
3) Figura número 3: Observando os tamanhos do pincel.  
Observe que temos pincéis com a mesma referência, (mesma linha/424) e tamanhos diferentes, (2 ao 24), conforme vai aumentando o número do tamanho, o pincel vai ficando mais largo. 
 
Entendido?! Primeiro número de um pincel marca o tamanho e segundo referência, ok! ♥
 
Agora respondendo a segunda pergunta:
  • Como substituir um pincel quando não encontro a numeração solicitada?
Quando precisar substituir um pincel, procure pegar sempre a mesma numeração de tamanho e o mesmo modelo (chato, chanfrado, redondo), independente da referência e marca, lembrando de observar que para a pintura em e.v.a as cerdas precisam ser macias. Pois as cerdas mais duras utiliza-se para luz/sombra seca e para fazer as bochechas das bonecas.
 

……….♥……….

 
Outra pergunta frequente:
  • Que tinta devo utilizar para pintar o E.V.A?
 amanda pin + acrilex + tinta + pintura artística
 
 → Tinta Acrilex:
 
 Tinta Acrílica Fosca:  Eu utilizo a tinta acrílica fosca, da linha “Nature Colors da Acrilex”.
De todas as tintas que testei, a de melhor qualidade e efeito no E.V.A é a acrílica fosca e as tintas da  Acrilex tem maior fixação e pigmentação, além de uma cartela linda de cores variadas. Importante observar a embalagem na hora da compra, pois a  Acrilex tem outros tipos de tinta acrílica, como por exemplo a brilhante e metálica, que utilizo eventualmente para alguns efeitos específicos. 
 
Tinta de tecido: Não recomendo e nem utilizo para trabalhos em e.v.a, pois forma uma textura emborrachada que dificulta a sobreposição de cores e o efeito do sombreado (no E.V.A). 
 
Tinta PVA: A tinta PVA pode ser utilizada, na falta da acrílica, porém a pigmentação é mais fraca e tem uma fixação razoável (no E.V.A). 
 
 
→ Mais Produtos Acrilex:
 
Outra dica bacana e que eu particularmente utilizo muito, são os “Dimensionais Relevo 3D “. São ótimas para fazer efeitos diferenciados e de acabamentos nos trabalhos em E.V.A. Adoro brincar de confeitar em bolos e cupcakes cenográficos, além de uma série de possibilidades que esse produto proporciona. Que você encontra no mercado nas opções Brilliant, Glitter, Metallic e Acqua.
 
amanda pin + acrilex + dimensional 3D + pintura artística
 
Outro produto Acrilex que amo de paixão e tem um efeito incrível…
É esse kit de tinta acrílica Neon. Maravilhoso para fazer efeitos de luz nos trabalhos, com cores super alegres e vibrantes.
 
amanda pin + acrilex + tinta NEON + pintura artística

Quer aprender mais sobre pintura no E.V.A? Conhecer diferentes técnicas, segredinhos que talvez você desconheça e perder de vez aquele medo do pincel? Clique AQUI e confira meu curso virtual:

Pintura! Estamparia Criativa!

curso de pintura country - Amanda Pin

Espero que tenham gostado e esclarecido suas dúvidas.

Uso e recomendo!

acrilex + condor + amanda pin
 
 

♥♥♥

  3 Responses to “Pincéis… Tintas e criatividade!”

  1. Desejo a todos paz saúde harmonia em seus corações para esse ano novo 2016.

    [Responder]

  2. Amei as dicas eu vou indicar as minhas alunas!!!

    [Responder]

  3. Ótimo saber ,tinha algumas duvidas . Beijão saudades!

    [Responder]

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)